18 de abril de 2014

A Arte da Compreensão

"É necessário sair de si mesmo para compreender o outro". 

Com essa afirmação, que marcou o meu dia, eu me coloco no lugar de cada noiva que me abraçou como cerimonialista. E chego à certeza de que compreendi o verdadeiro significado da palavra privilégio.

Minhas noivitas, suas lindas, vocês me deslumbram!!!! Que esse laço se estreite a cada dia para que eu tenha mais sorrisos na face e mais alimentos na alma.





11 de abril de 2014

Gabi e Daniel

Honra mesmo é ver a dose repetida no contexto. Uma irmã que chega por outra e me dá a satisfação de chamar também de minha. Minha Ma e Minha Gabi. E minha Noca, óbvio, tão presente em cada instante!!! Todas queridas demais, abraçadas com a alma. Eita palavra que eu uso tanto - alma. Meus casórios tão preciosos, aos quais, de fato, me entrego de corpo, alma e coração.

Diz a lenda que Gabi é brava. Mais uma vez, discordo. Gabi é exata, traz a receita pronta e é só executar. Executou bem, sorriso tem. E foi o que vi. Uma noiva linda, que curtiu a noite inteira, que sorriu, cantou e pulou. Repito - QUE ANO MARAVILHOSO!!! Que esplendor alcançado!!! Que Gabi mais linda e integrada ao ano do meu coração.

Talvez seja preocupante sair do casamento com um bem estar tão grande. Acho que quando trazemos culpas, correções a fazer (mesmo que só eu tenha visto), uma pitada de insatisfação, tudo isso nos move a correr atrás do perfeito, absolutamente inatingível, imperfeitos e humanos que somos. Mas, eu admito que ando saindo com um grau de alegria que é onda pura de neurotransmissores. Seria muito pecado não querer perder essa felicidade? Por favor, me digam que não!!!!

Gabi e Daniel, juntinhos na caminhada, o tempo todo. Acho bonitinho demais esse troço de casal que não se desgruda. Um associado ao outro o tempo todo. Talvez porque eu ouça que o máximo que faço longe do Alex é ir ao toilette, rsrsrs. Daí, vejo casal sempre junto e me identifico. Gosto dessa coisa grudadinha, mesmo com teorias mil da individualidade. Sorrir junto, andar de mãos dadas, ver temperamentos que se complementam.

O carinho já era grande, mas ele cresceu ainda mais. Obrigada, Ma do coração, por presentar Gabi e me presentear mais ainda. Devemos a você essa jornada que, outra vez, amei com força!!!!

Fotos: Bruno Bastos